Sobre mim

Advogado e contador, pós graduado em direito tributário e especializado em cálculos de financiamentos bancários e revisões de contratos bancários

Verificações

Rodrigo Mota de Cerqueira, Advogado
Rodrigo Mota de Cerqueira
OAB 94.666/PR VERIFICADO
O Jusbrasil confirmou que esta OAB é autêntica
PRO
Desde Janeiro de 2020

Principais áreas de atuação

Direito Empresarial, 14%
Direito Imobiliário, 14%
Direito do Consumidor, 14%
Direito Previdenciário, 14%
Outras, 44%

Comentários

(10)
Rodrigo Mota de Cerqueira, Advogado
Rodrigo Mota de Cerqueira
Comentário · há 5 anos
O projeto foi apresentado pela Sen. Gleisi Hoffmann, e ao que me parece ela não leu com muita propriedade, diga-se o Código Penal. Primeiramente toda variação do homicídio criado são apenas artifícios para que haja divisão de classes e gêneros, isso é fato. Segundo, não há que se falar nisso, afinal o CP já prevê. Por exemplo, o homicídio pela mera questão de gênero, é motivo fútil ou torpe já tipificado e pronto. Ora, não é preciso gastar muito neurônio para entender que, se a maioria dos assassinos são homens, tanto vítimas homens quanto mulheres morrerão muito mais por mãos masculinas mesmo. Mas digamos que os argumentos anteriores não valessem nada, o que será que pensou a Senadora? Que os assassinos homens, aprovando a lei, vão pensar duas vezes antes de matar uma mulher? Aaahhhhh!!! É sério? Ou: será que ela não viu os números dos efeitos da "Maria da Penha"? Nada mudou, significativamente.

Recomendações

(5)
Wagner Francesco ⚖, Advogado
Wagner Francesco ⚖
Comentário · há 5 anos

Perfis que segue

(35)
Carregando

Seguidores

(3)
Carregando

Tópicos de interesse

(48)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Rodrigo

Rodrigo Mota de Cerqueira

Entrar em contato